Tratamento para Transtornos de Ansiedade em São Paulo

Bipolar: Euforia e Depressão

Sou bipolar, e agora? O que devo fazer?

bipolar

Esta é uma questão que surge com frequência entre os bipolares e entre aqueles que desconfiam que são bipolares.

E que podem ser como podem não ser, a despeito dos palpites de amigos e familiares.

O ideal é ouvir uma opinião abalizada sobre ser bipolar ou não.

O diagnóstico do transtorno bipolar é bastante difícil de ser feito, mesmo quando um psiquiatra estiver avaliando o caso.

É um tratamento que muitos se recusam a fazer e isto tem uma explicação lógica:

Como o próprio nome diz, o transtorno bipolar é polarizado entre o polo maníaco, isto é da euforia, e o polo melancólico, isto é, da depressâo.

Até alguns anos atrás, o transtorno bipolar era conhecido como psicose maníaco-depressiva.

Uma denominação pouco adequada, já que o transtorno não é necessariamente psicótico.

Convencer alguém que sofre de transtorno bipolar a se tratar pode ser um desafio tão grande ou maior do que fazer o seu diagnóstico.

Este pode levar anos para ser feito. Nesse ínterim, o paciente recebe diagnósticos de depressão unipolar, transtorno de ansiedade e transtorno de personalidade.

Sou Bipolar. E Agora?

bipolar

Se você já foi diagnosticado como bipolar, é fundamental que faça um acompanhamento médico com um psiquiatra em que consultas regulares sejam feitas com periodicidade determinada pelo psiquiatra.

A medicação prescrita deverá ser tomada segundo a orientação do profissional, esteja ele em fase da doença, esteja com os sintomas controlados.

Parar a medicação por conta própria é um erro e pode acarretar sérias recaídas do quadro. O abandono do tratamento é complicado e ao mesmo tempo simples de se entender:

Quando um paciente se encontra em fase de mania ou euforia e recebe tratamento adequado, ocorre a remissão do quadro.

E com frequência o paciente fica com saudade de sua euforia. E abandona o tratamento para restituí-la.

O que ele não sabe, entretanto, é que justamente este estado de euforia pode arremessá-lo-lo em uma depressão grave com idéias de suicídio ou mesmo tentativas de suicídio. Ou, pior, cometer o suicídio.

Por esta razão, a palavra de ordem no tratamento do transtorno bipolar é: ADESÃO

Isso mesmo, uma boa adesão ao tratamento pode evitar muita dor e sofrimento.

Compareça às consultas, faça os exames solicitados pelo seu médico e tome regularmente os seus medicamentos.

Se você precisar de orientação sobre o diagnóstico e o tratamento do transtorno bipolar, para você, para um familiar ou um amigo, procure ajuda junto a ABRATA – Associação dos Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos.

bipolar

www.abrata.org.br

Se você precisar de ajuda nas áreas de psiquiatria ou psicoterapia, estarei disponível para atendê-lo em meu consultório.

Caso resida em outro local, procure ajuda especializada em sua cidade ou estado.  Infelizmente não é possível fazer consultas pela internet.

tito paes de barros neto

 

Bipolaridade: Genética e Sintomas

Bipolaridade é a qualidade intrínseca do transtorno bipolar do humor.

E a polaridade em questão se refere à Depressão e Euforia.

bipolaridade

.

.

.Dificilmente uma pessoa que se encontre em um estado de euforia vai procurar ajuda.

Se pressionada a fazê-lo, irá argumentar que náo está doente, sente-se bem e não precisa de médico.

A busca de ajuda especializada se dá quando a pessoa está em uma fase depressiva, quase sempre precedida de uma fase de euforia.

A esse respeito, são muitos os bipolares que se encontram em fase depressiva que recebem o diagnóstico de depressão unipolar.

E são tratados como tal, isto é, com antidepressivos.

Bipolares em fase depressiva, ao contrário dos depressivos unipolares, não respondem bem aos antidepressivos.

..

.

.Pessoas com bipolaridade, em fase depressiva, geralmente não respondem bem ao tratamento com antidepressivos

Bipolares em fase depressiva não respondem  bem ao tratamento com antidepressivos

Bipolares  que estão deprimidos respondem melhor a alguns antipsicóticos, como o Seroquel.

Por isso, o diagnóstico correto do transtorno bipolar é importantíssimo para uma  boa resposta ao tratamento.

bipolaridade

O tratamento de manutenção do transtorno bipolar e também a prevenção de novas fases, é feita com estabilizadores de humor.

Entre eles, o mais eficaz é o lítio, que trata as fases de mania e previne tanto as fases de mania quanto as fases de depressão.

Uma das maiores dificuldades que surgem no tratamento é a falta de adesão dos pacientes, que abandonam o tratamento ou fazem uso irregular da medicação.

Os sintomas mais frequentes do transtorno bipolar são:

  • Depressão:  difere da depressão unipolar por apresentar perda de energia e lentificaçao mais acentuadas que esta última
  • Aceleração das funções psíquicas,  sobretudo do pensamento
  • Euforia
  • Irritabilidade
  • Diminuição da necessidade de dormir
  • Gastos exagerados
  • Aumento/diminuição do desejo sexual com promiscuidade

É comum que outros transtornos estejam associados ao transtorno bipolar, como o abuso de álcool, de outras drogas, transtornos de ansiedade, como o transtorno de pânico e a fobia social.

A isto damos o nome de comorbidades. A presença de outros transtornos comórbidos ao transtorno bipolar pode dificultar a resposta ao tratamento, piorando o prognóstico.

Quanto mais crônico for o transtorno bipolar, isto é, quanto maior o tempo de evolução, maiores são as chances de surgir um transtorno comórbido .

Algumas pessoas me perguntam sobre a causa ou causas do transtorno bipolar. A genética pode ser considerada a principal causa. Com frequência, encontramos vários casos de bipolaridade em uma mesma família.

Se você gostou deste artigo, então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais.

Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário e eu prometo que te respondo.

tito paes de barros neto

 

Transtorno de Humor: Labirinto de Emoções

O que é um transtorno de humor? Transtorno de humor é um estado em que funções psíquicas como o humor, emoções, sentimentos e afetos encontram-se alterados.

transtorno de humortranstorno de humor

Alguns exemplos:

  • Humor triste ou deprimido ou irritável: é o tonus afetivo basal
  • Sentimentos de tristeza ou de euforia: são mais duradouros
  • Emoções como choro, gritos: são de duração mais curta
  • Afetos: são modos pelos quais se expressam os sentimentos. Por exemplo, carinho

Alguns transtornos de humor produzem acentuadas alterações na esfera afetiva.

E geram irritabilidade, hostilidade e humor deprimido.

É o caso do transtorno afetivo de humor bipolar, que além das alterações do humor, sentimentos e afetos, pode apresentar alterações do pensamento.

Com idéias de grandeza ou de ruína,  constituindo um delírio.

No transtorno de humor bipolar, as idéias de grandeza estão presentes na fase de euforia e as idéias de ruína, na depressão

Na esfera volitiva, a esfera das ações, da vontade e da iniciativa, ocorre por vezes a hostilidade com liberação de impulsos agressivos.

Na depressão, além do humor deprimido, que é a perda do prazer em todas ou quase todas as situações que dão prazer,  a vontade e a iniciativa estão muito comprometidos.

Na euforia do transtorno bipolar, o humor é alegre, mas pode ser também irritável.

A impulsividade encontra-se aumentada e a necessidade de sono acentuadamente diminuída. A noção de perigo encontra-se diminuída.

transtorno de humor

A depressão e a euforia são vistos, de um modo geral, como dicotômicas. Quando uma está presente, a outra encontra-se ausente.

Entretanto, encontram-se descritos na literatura médica, os estados mistos de euforia e depressão.

São estados em que a euforia ocorre simultaneamente com a depressão, ou que se alternam ao longo de um mesmo dia.

Isto causa acentuada instabilidade entre as pessoas que apresentam estes estados.

Mesmo porquê algumas vezes estes estados se tornam psicóticos.

O que fazer com um transtorno de humor?

A dica é procurar imediatamente um psiquiatra, para que o diagnóstico correto seja feito e o tratamento iniciado sem maiores delongas.

Se você gostou deste artigo, então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais.

Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário e eu prometo que te respondo.

tito paes de barros neto