Tratamento para Transtornos de Ansiedade em São Paulo

Depressão Profunda

Depressão profunda é uma forma grave de depressão. A depressão por si só já é um problema sério de saúde mental atingindo um grande número de pessoas.

depressão profunda

Estima-se que cerca de 20% das pessoas tenham ou irão ter um episódio depressivo nas suas vidas, independentemente da gravidade do episódio.

Pensar que uma em cada cinco pessoas tenham ou irão ter um episódio depressivo parece assustador.

Agora, some-se a isto alguém que não dorme, encontra-se com lentidão, tem muita dificuldade de pensar, não se alimenta, apresenta acentuada perda de peso, e vive com ideias ou planos de cometer o suicídio.

Esta é a depressão profunda, transtorno que necessita atenção especial da família e do profissional responsável pelo seu tratamento.

Não esquecendo dos antidepressivos como um todo, lembro que existem antidepressivos que têm uma ação mais incisiva nos quadros mais graves de depressão.

Não adianta chamar a pessoa com depressão profunda de preguiçoso ou de vagabundo.

Este é um dos equívocos mais cruéis que as pessoas podem cometer.

A depressão profunda requer extrema atenção por parte da família e do psiquiatra para que o suicídio seja evitado

depressão profunda

Desta forma evita-se que as estatísticas sobre a prevalência do suicídio, que se encontra entre as dez maiores causas de morte no mundo , aumentem ainda mais.

Qualquer alusão sobre suicídio feita por quem esteja sofrendo de  um episódio depressivo deve ser levada a sério.

Se for um quadro de depressão profunda, deve  haver atenção redobrada.

Jamais fazer comentários do tipo “Fulano deve estar querendo chamar a atenção…”  Isso nunca.

Isso vale para todos, inclusive médicos.

Tive a oportunidade de testemunhar comentários inaceitáveis de alguns médicos (felizmente a minoria), a respeito de pacientes que tentaram o suicídio mas não atingiram o seu objetivo.

Comentários do tipo “Da próxima vez que você quiser se matar, pule da janela do seu apartamento.”

Isso é simplesmente criminoso. Está previsto na lei que você não pode incentivar ou induzir uma pessoa a cometer o suicídio.

Ainda a este respeito, é sabido que a maioria das pessoas que tentam o suicídio não morrem.

E isto ocorre por falta de conhecimento daquilo que é letal.

Na depressão profunda, ideação suicida, planos suicidas, gestos suicidas e tentativas de suicídio podem ser a regra e não a exceção.

Há pessoas que tomam soda cáustica tencionando morrer e o que acontece é que ficam com o esôfago destruído.

Outras, ao tomarem comprimidos, ao invés de morrer, ficam com sequelas neurológicas graves.

Alguns, ao pular pela janela do apartamento, encontram a fiação elétrica e sofrem uma queda que não é fatal.

Mas que pode deixá-los tetraplégicos.

Pessoas que tentam o suicídio e falham no seu intento,  frequentemente desenvolvem pensamentos do tipo “Nem pra me matar eu tenho competência.”

Depressão Profunda é um quadro grave que requer tratamento especializado

Hoje em dia, com antidepressivos modernos e eficazes, as chances de remissão dos casos de depressão profunda são bem melhores.

Além disso, há um tratamento biológico extremamente eficaz para depressões graves com risco de suicídio: a eletroconvulsoterapia ou ECT.

depressão profunda

Tive a oportunidade  de tratar pacientes que se encontravam à beira do suicídio.

E que responderam muito bem a este tratamento, retomando sua vida como era antes da doença.

A psicoterapia também é muito importante para os pacientes que sofrem de depressão profunda.

Se você gostou deste artigo, então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais.

Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário e eu prometo que te respondo.

tito paes de barros neto

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *