Tratamento para Transtornos de Ansiedade em São Paulo

Medo do Futuro: Ele deve Estar Presente

O medo do futuro é algo comum. Muitas pessoas se voltam para o futuro com diversas preocupações.

medo do futuro

Apesar de haver pessoas  que não estão nem um pouco preocupadas com o seu futuro.

Vale lembrar que um pouco de medo é sempre saudável na vida de todos nós.

Ele nos ajuda a diminuir os riscos do dia e dia e a nos preparar melhor para futuras situações.

Eu abordei esta questão no post Medo, neste blog, falando sobre o quanto alguns medos devem ser sentidos e o quanto são saudáveis.

Sabe aquele exame que você esqueceu de fazer, e de vez em quando lembra mas logo sai do foco?

Pois bem, um pouco de preocupação e receio sobre a sua saúde é importante.

A ausência total de medo pode causar problemas, como negligenciar a própria saúde, beber de forma descontrolada, fazer sexo sem proteção.

Um certo medo do futuro é importante para a sua vida

medo do futuro

Por outro lado, o medo  do futuro, a preocupação excessiva com ele pode aprisionar a pessoa em um bolha na qual ela deixa de viver.

Com medo de morrer, ela deixa de sair de casa, vivendo preocupada com a possibilidade de ficar doente.

Com medo de ser abandonado, abandona a pessoa amada.

Com medo de adoecer, só come comidas “saudáveis,” como verduras, legumes e fibras.

Apesar do desejo de devorar um bom churrasco ou uma bela pizza.

Muito bem, nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

O medo exagerado, voltado para o futuro, típico de quem se encontra ansioso, não é um medo saudável.

O medo do futuro, exagerado, não é saudável, tanto quanto a ausência de medo

Por outro lado, a ausência do medo ligado à questões do futuro, como  exames preventivos, não é nem um pouco saudável.

Portanto é preciso haver algum medo para que a pessoa esteja protegida contra a sua própria negligência.

Se você gostou deste artigo, então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais.

Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário e eu prometo que te respondo.

tito paes de barros neto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *